​​​Sou uma profissional de Marketing que adora números, estatísticas, gráficos e casos de teste. Talvez esse não seja o sonho de consumo de muitos profissionais de Marketing, mas convenhamos, difícil viver sem os recursos da informação.

A cada dia as empresas estão com recursos mais escassos, o investimento em ações de Marketing passa pelo escrutínio de diversas pessoas e sempre seremos questionados se aquilo vai trazer resultado real (e mensurável) para nossa empresa.

Os profissionais de Marketing precisam estar (se ainda não estão) muito preocupados com métricas de suas ações, comparações do que traz mais resultados, análises profundas e que façam sentido.


E aí começa o problema​

Afinal, já temos uma agenda cheia, temos que planejar, colocar as campanhas no ar, controlar tudo e ainda medir! Parece um pouco além do que é possível no volume de horas que cabem no nosso dia.

Para piorar o cenário, o que não faltam hoje são informações vindas de diversos relatórios e nem sempre os dados se conversam. Temos os dados dos acessos ao nosso site, resultados das ações feitas nas redes sociais, régua de ações off-line, a economia do país parece uma montanha-russa, a empresa lança produtos novos... 


Mas e se você tivesse todas as informações que precisa mastigadas e atualizadas constantemente?


O que uma pessoa de negócio precisa para tomar decisões, é de informações analisadas e não de um apanhado de números que não diz muita coisa. As empresas gastam muito tempo e dinheiro fazendo pilhas de lindos relatórios com gráficos e tabelas contando o óbvio.

Para exemplificar, de que adianta um gráfico de acessos ao site da sua campanha, mostrando que quantitativamente seu maior volume de clientes foi de São Paulo. Parabéns, que informação relevante!

É óbvio que o maior volume estará em São Paulo, visto que é a maior população do país, mas afinal, quantos clientes você tem em sua base em São Paulo? Proporcionalmente qual o maior percentual de adesão à sua campanha? Seu gráfico certamente será muito diferente e você descobrirá que seu público fiel está em em Fortaleza!

Outro exemplo? Você acompanha diariamente a evolução de cadastros em sua campanha. Muito bem, o gráfico cresce a cada dia, mas será que isso é bom? Não deveríamos comparar com a curva que aconteceu em outras campanhas por exemplo? Um gráfico de linha ascendente pode ser bonito para mostrar em uma reunião, mas não leva a conclusão alguma.

O importante é saber que não basta simplesmente implementar relatórios magníficos, com muitos gráficos, disponibilizar um dashboard em sua máquina se as informações não forem realmente ajudar na tomada de decisão do seu dia a dia. 


Mas o que fazer então?


Pare um pouco para planejar e identificar que informações são realmente relevantes para seu negócio. Tire da frente o que não te ajuda e busque um relatório conciso e relevante.

Ferramentas para gerar essas informações estão disponíveis no mercado, mas não basta instalar a ferramenta, você precisa de alguém que te ajude a fazer esse planejamento.

​ 
Katia Matias​ - Consultora de Marketing de Relacionamento na Mult-Connect​